capa 187A escrita é a vida

O impossível como ponto de partida da escrita de Marguerite Duras, autora francesa que será republicada no Brasil; como Tati Quebra Barraco construiu uma poética que subverte relações de dominação; o sociólogo Richard Miskolci discute a relação entre redes sociais e levantes conservadores no Brasil; uma discussão sobre Machado de Assis e sua formação em país pós-colonial.

Marguerite Duras em conversa no "Apostrophes", em 1984 (legendas em francês)

card ebook mensal SETEMBRO.21

José Castello

Everardo Norões

SFbBox by casino froutakia

Inedito Adelaide Eduardo Azeredo setembro20

 

“Por que ela fez isso?”, pergunta Vossa Excelência para O Advogado, apesar da ré, Vashti, estar presente. Como os Racionais MC’s em Sobrevivendo no inferno, em ASMA, meu próximo livro, eu tento responder a essa pergunta, explicando não as motivações imediatas, mas as causas históricas que levam pessoas comuns a inventarem estratégias de sobrevivência — e a serem criminalizadas por isso. O nome da personagem é inspirado na Vashti do Velho Testamento que, ao se recusar a obedecer a uma ordem esdrúxula do seu marido, o rei persa Assuero, é julgada e banida da cidade. Como a Vashti do Velho Testamento, e ao contrário do personagem de Kafka em O processo, a Vashti de ASMA sabe muito bem o que fez — só que o que ela fez, na opinião dela, não é crime nenhum.

 

***

[sai Nitócris. Entra Xerxes, que se senta perto da porta de saída, olha para Vashti e abaixa a cabeça. Pensa Vashti]


ah xerxes
que pena
que me pegas a essa hora
enrolada em trapos
que colei com cuspe

se tu tivesse chegado
alguns séculos atrás
me encontrarias talvez
em melhor forma
mezzo livre em uma terra
que não era minha mas
também não era de ninguém
ou talvez ainda antes
com lanças na mão
em vez de vassouras
cozinhando coentro pra dar
para aquelas de nós que não queriam
mais estar grávidas

mas xerxes se essa é a hora
que tens então essa é a hora
e tudo bem mas eu estou
tão cansada xerxes querido
e tão louca tão louca que até
me impressiona que ninguém
tenha percebido então vou levando
fingindo que tudo bem
até que alguém note

se vim até aqui de pés descalços
como shakira no primeiro álbum
fique você sabendo xerxes que eles
estavam esfolados quando cheguei
e ainda que romantizem
o sofrimento eu preferia mil vezes
ter percorrido todo o trajeto
num avião e de sapato

mas sobretudo xerxes meu bem
preferia nunca ter sido expulsa
da pérsia por ter dito aos senhores
pra irem à merda
e antes e depois disso e
desde então e pra sempre
e de novo e de novo
ter que ir embora
de solidão de gedrósia da capadócia da babilônia
tudo por causa de um homem atrás
de outro que, sofrendo eles,
me fizeram sofrer
desde antes d’eu nascer
sem parar e em dobro