Título Autor
Da linguagem que cega para a que faz ver Escrito por Carol Almeida. Ilustrações: Karina Freitas
"olho muito tempo o corpo de um poema" Escrito por Gianni Paula de Melo. Ilustração: Janio Santos
O que escapa aos livros de História Escrito por Julya Vasconcelos
Ida e volta começam a ficar parecidas Escrito por Carol Almeida
Ostia-Casarsa Escrito por Ricardo Domeneck
Os clarões que Pasolini acendeu Escrito por Fernando Monteiro
"Esquecer é matar" Escrito por Igor Gomes
Vira gente Escrito por Luís Henrique Pellanda
SILÊNCIO E CRIAÇÃO EM GILVAN LEMOS Escrito por Raimundo Carrero
O escritor como expectativa da vida social Escrito por Juliana Bratfisch
Ronaldo escuta os fantasmas da casa Escrito por Schneider Carpeggiani
Crise: O lide de todas as revoluções Escrito por Carol Almeida
A iconografia de alguém que foi caindo Escrito por Talles Colatino
Estimada Senhora H, Escrito por Carol Almeida (fotos: Pio Figueiroa)
Pânico narrativo Escrito por Priscilla Campos
A insustentável existência do outro Escrito por Carol Almeida
“O Pantanal – pensei na minha pressa de jornalista – é Manoel” Escrito por José Castello
Umas 3 ou 4 coisas sobre o maior contista do Brasil Escrito por Ronaldo Bressane
Sobre a beleza do texto que “desafina” Escrito por Schneider Carpeggiani
Oh minha honey baby, baby, baby Escrito por Priscilla Campos

SFbBox by casino froutakia