Título Autor
Jomard rejeita o cativeiro da memória Escrito por Carolina Leão (fotos: Pedro Vasconcelos)
O xamanismo que Piva chamou de poesia Escrito por Juliana Bratfisch (arte: Hallina Beltrão)
Para saber de onde veio, olha para trás Escrito por Cristiane Côrtes (arte: Karina Freitas)
Anotações, memórias e planos de resistência Escrito por Schneider Carpeggiani (Fotos: Fabio Seixo)
Sobre nossos corpos literários em colisão Escrito por Priscilla Campos (arte: Karina Freitas)
Por qual São Paulo caça Márcia Denser? Escrito por Schneider Carpeggiani (fotos e vídeo: Fabio Seixo)
A sombra do marechal se projeta de novo Escrito por Carol Almeida
Quando acordou, Macondo ainda estava lá Escrito por Maria Carolina Morais (arte: Hallina Beltrão)
Luminosidades do observador Escrito por Schneider Carpeggiani. Fotos: Fabio Seixo
Miró e o penúltimo olhar sobre as coisas Escrito por Igor Gomes
A palavra mais barata do mercado Escrito por Marcos Bagno. Ilustrações: Hallina Beltrão
Os que não podem ser esquecidos Escrito por Suplemento Pernambuco
Pontos invisíveis da cartografia literária Escrito por Fernando Monteiro. Fotos: Jaíne Cintra
Da linguagem que cega para a que faz ver Escrito por Carol Almeida. Ilustrações: Karina Freitas
"olho muito tempo o corpo de um poema" Escrito por Gianni Paula de Melo. Ilustração: Janio Santos
O que escapa aos livros de História Escrito por Julya Vasconcelos
Ida e volta começam a ficar parecidas Escrito por Carol Almeida
Ostia-Casarsa Escrito por Ricardo Domeneck
Os clarões que Pasolini acendeu Escrito por Fernando Monteiro
"Esquecer é matar" Escrito por Igor Gomes

SFbBox by casino froutakia