Divulgação

Junto com Dalton Trevisan, Sérgio Sant’Anna é o maior nome do conto brasileiro em atividade. Suas narrativas flagelam o leitor, abrem novas portas temporais, sugerem e acionam situações impensáveis. A Companhia das Letras relança agora essa coletânea que é um dos seus principais títulos. Aqui não está em jogo o autor de uma prosa experimental, mas o criador de um jogo de palavras acolhedor, que nos toca sem grandes dificuldades. É o caso da história em que o protagonista se apaixona pela vendedora de lencinhos que junta dinheiro para o tratamento de câncer do marido. Em meio à alta carga erótica da trama, o conto também se revela delicado como os produtos da garota. Ou, então, do magistral e imediatamente antológico “Eles dois”, que narra, com força cinematográfica, a história de um casal morando num casarão nos anos 1970. Para quem não conhece bem a obra de Sant’Anna, no entanto, a melhor porta de entrada continua sendo a antologia 50 contos e 3 novelas, também lançada pela Cia. das Letras. 

SFbBox by casino froutakia